Consultores e Corretores
Cadastrar Imóvel
(016) 2111-8880 (016) 2111-8888
Telefone

Gazeta de Ribeirão - 21/02/2010


Além de sol e calor, o verão também é um período marcado por muitas chuvas. O excesso de água pode causar inúmeros problemas no campo e na cidade. É nessa época que defeitos no projeto casas e apartamentos começam a aparecer. Infiltrações, bolhas e descascamento na pintura de paredes, inundações, mofo e mau cheiro são algumas das dificuldades enfrentadas por moradores. Porém, há maneiras de evitar e consertar esses problemas.


Segundo o arquiteto César Augusto Pasquini Simão, não são somente os erros do projeto que causam estragos. A falta de manutenção na estrutura da residência também pode causar problemas com as chuvas. "Telhas quebradas, fora do lugar ou calhas entupidas e furadas podem ser a causa de infiltrações pelo forro" , disse Pasquini. O arquiteto conta que as infiltrações também podem vir de terrenos vizinhos, ou mesmo do chão da casa. "Se você não detectar corretamente o problema e não resolver, a água pode danificar a estrutura das paredes e chegar ao extremo de derrubar a casa" , alertou.


A designer de interiores, Iara Kilaris, aposta na aplicação de texturas nas paredes de áreas exteriores para evitar infiltrações. "Há outras soluções, como a parede dupla, revestimentos com pedras e o uso de massas impermeabilizantes" , falou. A designer diz que impermeabilizar o solo antes de construir a casa é muito importante, pois se o serviço não for feito corretamente problemas crônicos podem afetar a residência. "Quando há problemas assim, não tem jeito. Há medidas provisórias, porém a infiltração vai voltar a acontecer daqui a cinco, seis anos" , afirmou Iara.


Nos apartamentos também podem ser encontradas infiltrações, mas com menos freqüência e geralmente por outros motivos. "Em apartamentos o grande vilão não é a chuva, mas canos furados de vizinhos ou do próprio condomínio" , disse Pasquini. Os apartamentos de cobertura são os que ficam mais expostos à chuva. "Nas garagens também é normal encontrar canos vazando que acabando danificando a pintura de carros com a ferrugem" , lembrou Iara.[/TEXTO ABRE] (GR)


Calor também traz problemas


O calor também pode dar dor de cabeça ao morador. Residências com pouca ventilação, teto baixo ou que não possuem forro, geralmente ficam abafadas e quentes. Para reparar esse problema, foi desenvolvida uma espécie de manta, o foil de alumínio, que chega a diminuir em 10ºC a temperatura ambiente. "Além disso, o foil protege o meio ambiente e é antichamas. Com ele a estrutura de madeira do teto e as telhas ficam protegidas do ressecamento e da umidade" , disse o empresário Luiz Feres.


Com tecnologia desenvolvida pela Nasa, o foil é aplicado entre a telha e as ripas do telhado. "O ideal seria construir casas já com a manta. Casas populares, por exemplo, não seriam tão abafadas. Mas também é possível aplicar a manta com a casa já construída" , afirmou Feres. O foil também serve como impermeabilizante, pois forma uma camada entre as telhas e o forro que impede a formação de goteiras. (GR)

 


Ver mais....


Veja Mais Notícias
Escolha a Piramid mais perto de você.
  • Unidade Centro
  • Unidade Fiúsa
  • Unidade Vargas
  • Unidade Boulevard
  • Belo Horizonte
    (031) 3508-8288
  • Brasília
    (061) 3246-7888
  • Campinas
    (019) 3512-9880
  • Franca
    (031) 3508-8288
  • Ribeirão Preto
    (016) 2111-8888
  • Rio de Janeiro
    (021) 3513-0888
  • São Paulo
    (011) 3508-8890
  • Sertãozinho
    (016) 3513-0888
  • Uberaba
    (034) 3326-9888