Consultores e Corretores
Cadastrar Imóvel
(016) 2111-8880 (016) 2111-8888
Telefone

A Província Marista do Rio Grande do Sul foi criada em 21 de julho de 2002. A ela estão ligadas as três mantenedoras de colégios e obras sociais:

  • Sociedade Meridional de Educação (SOME)
  • União Brasileira de Educação e Assistência (UBEA)
  • União Sul Brasileira de Educação e Ensino (USBEE)

As três unidades administrativas são responsáveis por uma rede de educação composta por 21 escolas, sendo 20 no Rio Grande do Sul e uma em Brasília. Desse total, três escolas são gratuitas. Conjuntamente reúnem aproximadamente 18 mil alunos. A PUCRS, com aproximadamente 30 mil alunos, também integra a rede.

Já na assistência social, a Rede Marista de Solidariedade reúne 28 centros sociais localizados em diversas cidades gaúchas. São 30 mil pessoas atendidas gratuitamente, a cada ano, nas áreas socioeducativas, educação e assistência à saúde.

A congregação marista está organizada em 29 comunidades religiosas na área de abrangência das unidades educacionais e sociais. São 158 irmãos maristas.

A Província é dirigida pelo provincial Ir. Lauro Francisco Hochscheidt, juntamente com o Conselho Provincial formado por sete religiosos.
 

O início da obra

História Marista no Sul do Brasil tem seu marco inicial em Bom Princípio, no ano jubilar de 1900. Há uma feliz associação entre os primórdios da Obra Marista no Sul do Brasil e a vilazinha que acolheu os primeiros Irmãos Maristas em terras gaúchas: Bom princípio. Dom Cláudio José Ponce de Leão, na época bispo de Porto Alegre, desde 1897, questionava na França, junto ao Irmão Teofânio, Superior Geral dos Irmãos Maristas, a vinda de Irmãos para a região. Foi atendido em 1900, quando o Congresso de Agricultores da área de colonização alemã encarregou o Padre Rudgero Stenmans, Sociedade Jesuítica, pároco de Bom Princípio, a fundar uma Escola de Formação para Professores destinados às paróquias de toda a região colonial do Estado do Rio Grande do Sul.

A primeira escola

Dom Cláudio, retornando de Roma, passou por Saint-Génis Laval, a fim de oficializar uma proposta concreta ao Superior Geral dos Irmãos Maristas: "assumir uma Escola Normal para formação de professores paroquiais das áreas de imigrantes europeus do Brasil Meridional".

Em maio de 1900, o Ir. Teofânio, Superior Geral, escreveu uma carta Circular aos Irmãos Maristas do norte da França, onde havia diversos conhecedores da língua alemã, convidando-os para uma fundação Marista no Sul do Brasil. Muitos Irmãos responderam positivamente. Os escolhidos, oriundos da Província de Beaucamps, França, foram: Weibert (Auguste Marx), Jean-Dominici (Johann Fattler) e Marie-Berthaire (Pierre Redt).

O Ir. Weibert, primeiro responsável da pequena missão, caracterizava-se por ser um homem decidido.

No dia 13 de junho de 1900, festa do Sagrado Coração de Jesus, os três Irmãos peregrinaram até o Santuário votivo do Sagrado Coração de Jesus, em Montmarte, Paris, ali consagrando tudo o que haveriam de realizar no além-mar. Dizia o Ir. Weibert: "Se surgir uma obra, chamar-se-á Província do Sagrado Coração de Jesus".

Fonte: site instituição

 


Escolha a Piramid mais perto de você.
  • Unidade Centro
  • Unidade Fiúsa
  • Unidade Vargas
  • Unidade Boulevard
  • Belo Horizonte
    (031) 3508-8288
  • Brasília
    (061) 3246-7888
  • Campinas
    (019) 3512-9880
  • Franca
    (031) 3508-8288
  • Ribeirão Preto
    (016) 2111-8888
  • Rio de Janeiro
    (021) 3513-0888
  • São Paulo
    (011) 3508-8890
  • Sertãozinho
    (016) 3513-0888
  • Uberaba
    (034) 3326-9888